Prefeito de Nortelândia disputa presidência de AMM

O prefeito de Nortelândia (253 km a Médio Norte), Neurilan Fraga, foi o escolhido pelo Partido Socialista Democrático (PSD) para disputar a presidência da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM). A escolha ocorreu na noite de quarta-feira (22), durante reunião entre os 39 prefeitos da sigla. 

Atualmente, o órgão é presidido pelo prefeito de Jucimeira, Valdecir Colle, o Chiquinho do Posto, que encerará sua gestão em fevereiro de 2015. Conforme o secretário-geral do PSD, deputado estadual José Riva, após a definição interna, Neurilan Fraga está credenciado a dialogar com os demais partidos. 

“A eleição da AMM foge do controle partidário, o interesse do município está acima de tudo e o PSD legitimou o Neurilan Fraga, que está credenciado a ser candidato e dialogar com as demais legendas e buscar apoio, também não sendo obrigatória a sua candidatura a presidência, pois os contatos com outros partidos vão ajudar a definir”, argumentou. 

Riva lembrou que a orientação do PSD é para a manutenção das bandeiras do partido, como foco na política municipalista, especialmente no apoio a destinação do Fundo de Transporte e Habitação (Fethab) que é importante para as cidades que estão cada vez mais enfraquecidas. “Em Mato Grosso, conseguimos essa vitória importante com a destinação aos municípios”, lembrou. Após ser escolhido pelo partido, Neurilan Fraga, já sinalizou o início dos trabalhos de sua campanha pelos municípios141 de Mato Grosso.

“Temos agora o aval do PSD para disputar a AMM e vamos buscar entendimento com os outros propensos candidatos, demais prefeitos e partidos para dialogar o futuro da entidade. A minha candidatura não é mais do nosso partido, agora vai representar os municípios, estando acima de interesses partidários, de grupo ou de governo”, afirmou Neurilan Fraga. 

Propostas - Entre as propostas do postulante à presidência da AMM, está a ampliação do diálogo junto aos poderes constituídos, melhor prestação de serviço aos municípios, reestruturação da máquina administrativa da entidade, com a redução de gastos para poder investir mais nos municípios.

“A entidade precisa ser mais reconhecida, ser chamada para o diálogo e parcerias como o Governo Federal, Estadual, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Ministério Público Estadual (MPE). Queremos estar presentes junto aos órgãos arrecadadores para que tenhamos o repasse de forma transparente, e também ampliar a quantidade de serviços para as prefeituras, pois a maioria são de municípios pequenos e que gastam, por exemplo, com a contratação de empresa de prestação de serviço na área da informática e contabilidade. Devemos disponibilizar o serviço de software, para diminuir os custos para as cidades”, pontuou. Partidos como o PMDB, PT e Pros serão procurados por Neurilan Fraga para discutir a eleição da AMM, que ainda não tem data definida.

Da assessoria 

Comentários