Pedagogo é suspeito de matar e enterrar homem

Um pedagogo de 37 anos foi preso acusado de matar um homem e enterrar o corpo num terreno baldio em Cuiabá. O corpo de Alexandro Augusto Coelho da Cunha, 31, desaparecido há 5 dias foi encontrado durante a noite de quarta-feira (19), enterrado em uma cova rasa, em um terreno baldio frequentado por usuários de drogas na rua Pará, bairro CPA 2.
PM/MT
O pedagogo J.D.S.M e outro suspeito, M.F.C.F, 21, foram apontados por uma testemunha como autores do crime. A dupla foi detida no local onde foi encontrado o corpo. Policiais militares narraram no boletim de ocorrências, que foram procurados por uma testemunha, que afirmava ter ouvido do pedagogo, que este teria matado a vítima e enterrado, com ajuda do comparsa.
Em rondas pelo local, os policiais viram um grupo de homens, entre eles, os suspeitos, mas devido à escuridão, não conseguiram encontrar o corpo. Além disso, os suspeitos utilizaram cimento para cobrir o cadáver e despistar o mau cheiro.
Izabel Barrizon/GD
Mais tarde a polícia retornou com apoio e descobriu o corpo. O cadáver estava enrolado em um lençol vermelho e petrificado com cimento, enterrado em uma cova rasa, em um terreno baldio de difícil acesso, mas próximo a comércios no bairro. Moradores apontam o local como ponto de encontro de usuários de drogas.
Os suspeitos ainda estavam na redondeza e foram presos. Eles foram levados para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A testemunha contou que a vítima tinha dívida de drogas com o pedagogo, o que pode ter motivado o assassinato. A vítima estava desaparecida desde o último dia 15 deste mês.
Gazeta Digital

Comentários