IFMT realizou audiência pública em Diamantino

audiência para discutir eixos temáticos que nortearão processo de escolha de cursos

O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) realizou na noite desta quinta-feira (18/12) uma audiência pública no município de Diamantino, onde já se iniciaram as atividades de mais um Campus Avançado da instituição. A audiência, realizada no auditório da Cefapro, teve como objetivo a proposição e discussão sobre os eixos temáticos que nortearão o processo de escolha de cursos que serão ofertados neste Campus. O evento foi presidido pelo reitor do IFMT, José Bispo Barbosa e, dentre os gestores da instituição, estiveram presentes o Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional do IFMT, Degmar dos Anjos; o diretor geral do Campus Cuiabá, Nelson Yoshio Ito Suzuki; o diretor geral do Campus Barra do Garças, Josdyr Vilhagra; a diretora de graduação do IFMT, Marilane Alves Costa; do diretor de projetos, políticas e articulação, Erineudo Canuto, e diversos outros servidores.
 
A comunidade diamantinense compareceu em bom número, com diversos setores representados, com a presença do prefeito municipal, Juviano Lincoln, do presidente da Câmara de Vereadores, Luiz Carlos Gaino, secretários municipais, diretores de escolas, empresários, estudantes e representantes da sociedade civil organizada. A audiência foi aberta  com a fala da  diretora de graduação do IFMT, Marilane Alves Costa, que apresentou o catálogo de cursos da rede federal de educação profissional e tecnológica, assim como a estruturação dos eixos temáticos a serem discutidos. Em seguida, o Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional do IFMT, Degmar dos Anjos, apresentou a história, a presença geográfica e a abrangência da oferta de cursos dos institutos federais.
 
As manifestações dos presentes, além de apresentarem suas demandas e ideias quanto aos eixos temáticos e cursos que a comunidade deseja para sua região, convergiram no sentido da alegria e receptividade que a população tem demonstrado pela chegada do Instituto Federal ao município, que podem ser demonstradas na fala do prefeito. "O Instituto Federal de Mato Grosso oferece à população melhores condições de acesso à emprego e renda, aumentando a mão-de-obra qualificada em nossa região; por isso, o município se alegra e abre suas portas para que o IFMT se consolide e torne-se uma referência também aqui em Diamantino", disse Lincoln.
 
O reitor do IFMT, José Bispo Barbosa, destacou toda a luta da gestão da Instituição e dos representantes e dirigentes locais para que um Campus Avançado fosse implantado no município de Diamantino. "O Instituto Federal de Mato Grosso chega à Diamantino com oferta de educação profissional e tecnológica de excelência reconhecida e que possa atender aos arranjos produtivos locais e contribuir para o desenvolvimento da região e, consequentemente, de todo o Estado". O reitor destacou ainda o processo de interiorização da instituição e como esta presença pode manter jovens com grande potencial em suas regiões. 
 
Campus - O Campus Avançado de Diamantino é o 17º a entrar em funcionamento pelo Instituto Federal de Mato Grosso, que já se posiciona como o oitavo maior instituto federal do País. O termo "Campus Avançado" designa que este ainda estará ligado à outro Campus; no caso de Diamantino, ao Campus Cuiabá - Octayde Jorge da Silva, que contribuirá com apoio administrativo e pedagógico. O diretor geral do Campus Avançado de Diamantino, Ivo da Silva, destacou que este processo consultivo à comunidade visa a definição de quais cursos, dentre técnicos e superiores, serão ofertados a partir do segundo semestre de 2015. Para isso, já tem iniciado também pesquisas e consultas à comunidade e empresariado, buscando identificar quais cursos seriam mais adequados. Todos os dados levantados nas pesquisas e audiências serão  considerados para a escolha final dos cursos.
Fonte: O Nortão

Comentários