Odebrecht monta usina própria para a produção de asfalto a ser usado na BR-163


A usina de asfalto, montada pela Odebrecht Infraestrura nesta semana, conta com capacidade nominal para produzir 240 toneladas de material por hora. O material a ser produzido pela usina será para uso exclusivo da duplicação na região Sul de Mato Grosso. Somente em Rondonópolis 10 quilômetros já foram duplicados.

A Odebrecht Infraestrutura é a responsável pelos trabalhos de duplicação e melhorias no trecho de concessão sob a responsabilidade da Rota do Oeste. A usina conta com 15 funcionários para manter-la em operação, cuja capacidade nominal é de 240 toneladas de asfalto por hora.


A usina de asfalto é de fabricação alemã, pela empresa Lintec. Foram cerca de dois meses para o equipamento, que pesa 270 toneladas, chegar a Mato Grosso. Segundo a Odebrecht Infraestrutura, outra usina está prevista para chegar nos próximos dias. Os equipamentos estão sendo instalados no Km 51 e Km 95 da BR-163 e após a conclusão da duplicação no trecho Sul, prevista para este ano, serão remanejadas para o trecho Norte do Estado, onde irão atender a demanda da construtora para a duplicação e recuperação da pista.

“A Odebrecht buscou no mercado equipamentos de ponta para a produção de asfalto, com tecnologia inovadora e elevada capacidade de produção. É a engenharia a serviço de resultados efetivos, visando à produtividade e sustentabilidade do negócio”, explica o responsável por Centrais Industriais da Odebrecht Infraestrutura, Paulo Jeffery.

Segundo a Rota do Oeste, a Odebrecht Infraestrutura conta com 288 máquinas trabalhando em todo o trecho sob sua responsabilidade. Somente na duplicação entre o Complexo Intermodal de Rondonópolis (CIR) e a cidade de Rondonópolis são 157 equipamentos específicos para a duplicação da BR-163, entre eles equipamentos para terraplanagem e pavimentação.

Para a duplicação da BR-163, no trecho de responsabilidade da Rota do Oeste de 450 Km de obras, estão sendo investidos pela Odebrecht Infraestrutura mais de R$ 50 milhões em maquinários para pavimentação. Entre tais equipamentos estão duas centrais de britagem, da marca americana Telsmith, além das duas usinas de asfalto.


Agro Olhar

Comentários