Jovem foge de estuprador é atropelada e morre

Uma jovem de 20 anos que fugia de um suposto estupro foi atropelada por um ônibus interestadual na Avenida Mário Andreazza, na noite da última sexta-feira (15), e morreu na manhã de hoje (19), no Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande.
aqueline Cristina da Costa Arruda, saiu da casa de parentes, no Jardim Cuiabá, por volta das 20h e desapareceu. Os familiares conseguiram localizá-la na unidade pública de saúde depois de muita procura.
Um parente explicou que a jovem foi vista pela última vez em um ponto de ônibus na Avenida São Sebastião, cruzando com a Senador Metelo, em Cuiabá. Ela seguiria para Várzea Grande, onde mantinha residência. Entretanto, não chegou ao local onde o marido e a filha de 2 anos a aguardavam.
Jaqueline foi atropelada por volta da meia-noite, ao sair correndo de um matagal na Avenida Mário Andreazza, próximo ao Trevo do Lagarto. Documentos, celular e a bolsa com uma quantia em dinheiro do seguro-desemprego não foram encontrados. Conforme um parente, a jovem fugia de um estuprador. O Instituto Médico Legal (IML) confirmou que ela sofreu conjunção carnal.
Os parentes acreditam que a jovem foi levada do ponto de ônibus. “Ficamos sabendo que um homem em um carro vermelho teria feita uma vítima, levado a mulher e estuprado, nesse mesmo ponto de ônibus na Avenida São Sebastião”.
Após o atropelamento, a jovem foi levada para o Pronto-Socorro, e por não estar com os documentos, permaneceu desconhecida, até que os parentes conseguiram localizá-la.
A jovem estava em coma e morreu por volta das 5h da manhã desta terça-feira (19). Os parentes doaram as córneas. Polícia Civil deve iniciar investigações sobre a morte da jovem.

Comentários