Aluno morre após treino dos bombeiros

Izabel Barrizon, repórter do GD

Morreu na madrugada desta quarta-feira (16), no hospital Jardim Cuiabá, na Capital, o aluno do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, Rodrigo Claro. Ele foi diagnosticado com aneurisma cerebral, após passar mal durante instrução de salvamento aquático na Lagoa Trevisan, na última quinta-feira (10).
Reprodução Facebook
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o aluno sentiu dores de cabeça durante o treinamento, quando realizava a travessia a nado na lagoa. Ele comunicou o fato ao instrutor, retornou ao Batalhão e foi encaminhado para a Policlínica do Verdão, em frente ao quartel, onde foi atendido.
Durante o atendimento, aluno sofreu convulsão e foi transferido para o hospital Jardim Cuiabá, onde foi diagnosticado aneurisma cerebral. Passou por cirurgia e permaneceu internado até a madrugada de hoje (16), mas não resistiu. 
Corpo de Bombeiros abriu procedimento administrativo para apurar os fatos.
Claro residia em Tangará da Serra (239 km a médio-norte de Cuiabá), e era natural de São José do Rio Preto (SP). 
Veja nota do Corpo de Bombeiros
O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso vem a público esclarecer fatos ocorridos durante etapa do Curso de Formação de Soldados, realizada nesta semana em Cuiabá.
Nesta quinta-feira (10.11), durante instrução de salvamento aquático na Lagoa Trevisan, o aluno Rodrigo Claro queixou-se de dor de cabeça ao seu instrutor. O aluno realizava uma travessia a nado na lagoa com os demais companheiros de curso, com toda a estrutura de segurança exigida para o evento. Quando chegou à margem do lago, reclamou que não conseguia continuar a instrução porque estava com muita dor de cabeça.
Em seguida, foi liberado para retornar ao Batalhão, onde deveria apresentar-se à coordenação do curso para explicar o problema de saúde ocorrido. Ao chegar ao Batalhão, Claro foi encaminhado à policlínica do Verdão, que fica em frete ao quartel, acompanhado por um bombeiro do curso, onde foi atendido. Enquanto era medicado, sofreu uma convulsão.
Após isso, com o conhecimento dos pais, ele foi transferido para o Hospital Jardim Cuiabá, onde foi diagnosticado com aneurisma cerebral, passou por cirurgia e segue internado na Unidade de Terapia Intensiva.
O Corpo de Bombeiros Militar está prestando todo o apoio ao militar e sua família e se coloca à disposição para prestar outros esclarecimentos, se necessário.
Ainda de acordo com o instrutor da matéria de salvamento aquático, o aluno vinha apresentando os mesmos tipos de sintomas quando era submetido aos esforços exigidos para os treinamentos, não só na matéria especifica, mas também em outras atividades que demandavam esforços.
Mesmo assim, o comandante-geral da instituição, determinou a abertura de um procedimento administrativo para apuração dos fatos.

Comentários