Preso morador de rua por morte de idosa na Praça Popular

Izabel Barrizon, repórter do GD

Preso morador de rua acusado de matar idosa de 76 anos, em casa perto da Praça Popular, em Cuiabá. Izabel Queiroz Brandão foi encontrada morta pelo filho, com sinais de espancamento, em 29 de outubro deste ano. Testemunhas apontaram que a vítima ajudava voluntariamente os usuários de drogas que ficavam na região com alimento e dinheiro.
Reprodução Internet
De acordo com a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), Izabel foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), e a identificação do suspeito difícil, pelo fato de não ter residência.
Detido no final da tarde de quinta-feira (24), suspeito confessou o crime e teve a representação judicial para prisão, pedido pelo delegado Afonso Monteiro da Silva Júnior, aceita pela Justiça.
Delegada titular da Derf, Luciani Barros, explicou que o suspeito aparece em imagens colhidas pelos policiais do circuito de segurança de residências e estabelecimentos do local. Entretanto, pelo fato de ser morador de rua e perambular por diversas regiões, a identificação dele foi dificultada. Suspeito responderá por latrocínio, cuja pena varia de 20 a 30 anos de reclusão.
Caso - Corpo de Izabel Queiroz Brandão foi localizado pelo filho. Ela estava caída de bruços com sinais de espancamento e a casa revirada. Crime chocou por ocorrer próximo da movimentada Praça Popular, onde existem muitos bares e grande circulação de pessoas.
Católica, vítima costumava alimentar e dar dinheiro para moradores de rua e usuários de drogas da região.

Comentários