Estudante é torturado e humilhado em comércio de Cuiabá

Izabel Barrizon, repórter do GD

Estudante de 17 anos é trancado em distribuidora de bebidas, humilhado e torturado pelo proprietário e funcionário do comércio, que fica em frente à Escola Estadual Dione Augusta Silva Souza, no CPA 4, em Cuiabá.
Izabel Barrizon/Gazeta Digital
Após ser liberado pelos homens, adolescente correu para casa e contou para a tia o crime, que acionou a Polícia Militar. Segundo o estudante, além do proprietário A.S.P, 28, e do funcionário da distribuidora, R.S.M, 32, um terceiro homem que não foi identificado participou do episódio.
Menor contou que logo depois de sair da escola, no fim da tarde de sexta-feira (30), passava em frente ao estabelecimento, quando foi coagido por 3 homens a entrar no local.
Dentro, foi trancado e obrigado a se ajoelhar, enquanto debochavam dele e o acusavam de ter participado do roubo de um carro. O pouco dinheiro que tinha, cerca de R$ 2,00 os homens tomaram dele.
Alguns minutos depois, uma pessoa chegou ao local e os suspeitos o liberaram. Adolescente chegou em casa e relatou para a tia, responsável por ele, sobre o fato, e a parente acionou a polícia.
Policiais foram até a distribuidora e detiveram o proprietário e o funcionário, reconhecidos pelo menor. Ambos negaram o crime. O terceiro envolvido não foi localizado. Dupla foi conduzida com a vítima para a Central de Flagrantes, onde foi registrado o crime como sequestro, cárcere privado e tortura mediante sequestro, além de ameaça.

Comentários