Vídeo mostra prefeitos Emanuel e Luciane, deputado e mais 2 recebendo propina - assista

Imagens que mostram o momento exato em que os hoje prefeitos Emanuel Pinheiro (PMDB) e Luciane Bezerra (PSB), de Cuiabá e Juara, respectivamente, recebem dinheiro de propina para apoiar o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) foram divulgadas pelo Jornal Nacional da Rede Globo na noite desta quinta-feira (24). A

Luciane Bezerra recebendo propina
Os vídeos, que fazem parte da delação premiada do peemedebista já homologada no dia 9 de agosto pelo ministro do Supremo, Luiz Fux, mostram ainda outros 3 políticos que também recebem propina e colocam nos bolsos do paletó. São eles: os ex-deputados Alexandre César (PT), Hermínio J. Barreto (PR) e o hoje deputado federal Ezequiel Fonseca (PP) que na época dos fatos era deputado estadual. 
A publicação informa que além dos vídeos também existem áudios de toda a negociata em troca de apoio. Silval Barbosa governou Mato Grosso de março de 2010 até dezembro de 2014. Em setembro de 2015 foi preso na Operação Sodoma acusado de chefiar uma organização criminosa que cobrava propina de empresários em troca de incentivos fiscais. Depois vieram outras prisões e ele só deixou a cadeia em 13 de junho deste ano, após confessar os crimes de corrupção que particiou e entregar bens avaliados em R$ 46 milhões como forma de restituir os cofres públicos.

Deputado federal Ezequiel Fonseca
Na delação, o ex-governador, que já confirmou em juízo ter chefiado uma quadrilha que desviou milhões de reais dos cofres do Estado por meio de diferentes esquemas de corrupção investigados nas Operações Sodoma e Seven, esclarece que as entregas de dinheiro foram efetuadas por seu ex-chefe de gabinete, Silvio Cézar Corrêa Araújo, na sala de Silvio.
Emanuel Pinheiro pega a propina e coloca nos bolsos do paletó. Num determinado momento, um dos maços de dinheiro cai no chão e ele abaixa e recolhe colocando de volta no bolso.

Ex-deputado J. Barreto
Em outro vídeo, o hoje deputado federal Ezequiel Fonseca recebeu o dinheiro em uma caixa de papelão enquanto o à época deputado estadual J. Barreto leva uma mala e coloca os maços de dinheiro dentro dela. Por sua vez, a ex-deputada estadual e hoje prefeita Luciane Bezerra após pegar o dinheiro das mãos de Silvio Corrêa, coloca dentro da bolsa.
O petista Alexandre César, que deixou a Assembleia Legislativa em dezembro de 2014, ao receber os valores de propina coloca dentro de uma mochila. 

Ex-deputado Alexandre César
Ainda de acordo com os relatos de Silval em sua delação, existem vídeos que mostram outros políticos também recebendo propina. Trechos da delação já divulgados por veículos nacionais detalham que o ex-governador informou ter imagens de 8 a 10 deputados recebendo propina. 
Pela manhã quando o jornal Folha de S. Paulo publicou matéria informando que havia vídeo mostrando Emanuel recebendo propina, ele negou por meio da assessoria de imprensa. Agora, ao Jornal Nacional, disse que "não fez nada de ilícito e vai comprovar isso na Justiça".
Luciane Bezerra alegou, através do esposo, o deputado Oscar Bezerra (PSB), que ela recebeu dinheiro para quitar dívidas de campanha eleitoral. Oscar também foi citado na delação de Silval, acusado de ter pedido R$ 15 milhões ao ex-governador para não indiciá-lo na CPI das Obras da Copa instalada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, a qual foi presidente. Silval disse que ao final só pagou R$ 200 mil porque logo depois foi preso. Nesta quinta-feira Oscar confirmou ter recebido R$ 200 mil de Silval, mas alegou tratar-se de empréstimos que Silval havia contraído dele e só estava devolvendo. Alegou ainda que Silval ainda ficou lhe devendo.
A defesa de Silvio Corrêa informou que não pode comentar caso porque as delações ainda estão sob sigilo. Silvio também firmou acordo de delação premiada junto à PGR e o documento e a delação já foi homologada pelo ministro Luiz Fux. Os demais políticos que aparecem no vídeo ainda não se manifestaram. 
                   Veja vídeo 
                

Comentários