Estudante que tentou se jogar do Portão do Inferno volta a preocupar amigos e familiares

Valquiria Castil, repórter do GD

Estudante de Arquitetura Kedma Oliveira, 23, que tentou se jogar do penhasco conhecido como Portão do Inferno, localizada na região de Chapada dos Guimarães (67 km ao norte de Cuiabá), voltou a preocupar amigos e familiares com outra mensagem de suicídio postada no Facebook, na noite desta quinta-feira (27).
Desta vez a jovem admite estar passando por momentos pessoais difíceis e que foi orgulhosa para dizer que estava precisando de ajuda. Ela faz relatos da vivência familiar e ressalta a mágoa com a irmã e o pai da filha de 1 ano. Ao fim da mensagem ela diz que conversou com o pai sobre suicídio e está decidida.
"Ele conversou comigo, disse que suicídio não tem perdão. Então, eu sei oq estou fazendo, eu já desisti, não consigo mais. Cansei. Queria poder explicar todos os motivos que me fizeram tomar essa decisão, mas é impossível com palavras", diz trecho da mensagem.
Kedma é moradora do bairro Jardim Vitória e já havia tentado se matar em maio deste ano. Na época ela também fez uma postagem na rede social endereçada aos pais e pedindo perdão por fazê-los chorar.
O caso mobilizou a Polícia Civil a procura da jovem, depois de postar despedida para família nas redes sociais sumiu no dia 3 de maio, após deixar a filha com o pai. Ela foi encontrada no dia seguinte caminhando na rodovia MT-251 (Emanuel Pinheiro), que liga Cuiabá ao município de Chapada dos Guimarães.



Comentários