Emanuel Pinheiro recua de rodízio de veículos e de pessoas na Capital

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), decidiu revogar o rodízio de carros e do atendimento nas atividades essenciais na Capital. O secretário de Ordem Pública, Leovaldo Sales, confirmou ao  que a medida não teria aplicabilidade, o que moticvou o recuo do prefeito. Apesar de ainda não ser oficial, o secretário garantiu que será anunciada ainda hoje.

Ainda na noite de quinta-feira (2), o presidente da Federeção da  Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Gustavo de Oliveira, disse que o prefeito havia analisado as críticas da entidade, sinalizando uma possível alteração no decreto. Até então, estava marcada uma reunião para a manhã desta sexta-feira entre os setores empresariais e o prefeito, justamente para alinhar alguns pontos do decreto.

Polêmico, o decreto causou repercussão negativa nas redes sociais e no meio político. As medidas mais rígidas estavam previstas para entrar em vigor na segunda-feira (6). As restrições incluíam dias da semana para circular com o carro, o famoso rodízio, e também dias para frequentar estabelecimentos que fornecem serviços essenciais como supermercados, bancos e lotérias, de acordo com o número final do CPF.

Apesar do recuo nesses dois pontos, continuam mantidas as restrições ao funcionamento de motéis, shoppings e escolas, além da manutenção das medidas de biossegurança mesmo dentro de condomínios que já estavam em vigor.

Fonte: Gazeta Digital

Comentários