Contágio a cada 100 mil habitantes em MT é 57% maior que taxa nacional

A taxa de infecção pelo novo coronavírus em Mato Grosso a cada grupo de cem mil pessoas é 57% maior que o mesmo índice para todo o Brasil. Dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), desta segunda-feira (19), e do Ministério da Saúde, apontam que o estado tem incidência de 3.9 mil enquanto no Brasil o valor é de aproximadamente 2.5 mil infecções a cada cem mil contágios.

A taxa de mortalidade no estado também é cerca de 46% maior que o índice nacional. Com a atualização desta segunda-feira, Mato Grosso passa a contabilizar um total de 136.504 contágios, dos quais em mais de 3,7 mil ocorrências os pacientes não resistiram à doença e faleceram.

 

Do contingente total de infecções no estado, em mais de 117 mil casos os pacientes se recuperaram do vírus. Contudo, outras 14,4 pessoas seguem em isolamento domiciliar tratando da doença.

 

Hoje, Cuiabá, Rondonópolis e Várzea Grande são as cidades líderes em contágios pela covid-19 em Mato Grosso. Porém, municípios como Tangará da Serra, Sorriso, Sinop, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Campo Novo do Parecis e Cáceres também apresentaram números elevados da doença.

 

Em todo país, segundo dados do Ministério da Saúde divulgados no domingo (18), mais de 5,2 mil contágios já foram notificados. Deste número, em cerca de 153,9 mil ocorrências as pessoas morreram devido às complicações da doença.

 


Fonte: Gazeta Digital


Comentários