Guarda municipal se diz sentir humilhado por ser chefiado por mulher

 


Um guarda municipal foi denunciado por uma colega de trabalho após dizer que se sentia humilhado por ter que responder ao comando de uma mulher. A fala do agente, entendida como preconceituosa, foi notificada formalmente via boletim de ocorrência, na noite de terça-feira (17), em Várzea Grande.

 

Segundo o registro policial, a denúncia foi feita por uma guarda municipal após ser informada por seu coordenador de serviço que um dos homens que deveriam responder ao seu comando se sentiu indignado pelo fato de a chefia ser executada por uma mulher.

 

De acordo com o boletim de ocorrência, a guarda municipal ocupa o cargo superior pelo fato de ser a mais antiga na corporação disponível para o serviço. Contudo, a experiência dela não foi considerada pelo colega de serviço, que argumentou com os superiores que também estava na instituição há muito tempo.

 

Diante do pedido de realocação de função, o guarda municipal foi transferido para o serviço de motorista de viaturas, após fazer as declarações sobre a mulher, na manhã de terça-feira.

 

O caso será investigado pelas autoridades competentes.

 

Fonte: Gazeta Digital

Comentários